domingo, 19 de janeiro de 2014

19.01.2014 | Passeio do Rojão - S. Gonçalo, Trofa

https://plus.google.com/u/0/photos/108252030393476114720/albums/5971400289832669633
Clica na foto para aceder à Galeria

O rescaldo está a ser feito pelo Joel... É já a seguir... :)

domingo, 12 de janeiro de 2014

12.01.2014 | Passeio dos Reis

https://plus.google.com/u/0/photos/108252030393476114720/albums/5971393593729818321
Clica na foto para aceder à Galeria
Como já é habito no fim-de-semana de Reis fazemos o nosso passeio de Reis, levamos um bolo-rei da Famidoce e uma garrafa de vinho do Porto para comemorar. 

Acordamos ao som da chuva e de n SMS`s a informar que estava a chover demasiado, como se não fosse geral, ficaram todos acagaçados e ficaram em casa. Só o PedroS e Tó é que se deslocaram para o ponto de encontro. Ao chegar lá encontraram o Locas. Está a começar a época, vamos ver quando acaba. 

Como estávamos só três, decidimos adiar os Reis para a próxima semana para as meninas poderem aparecer com o sol. Mais à frente saímos e encontramos o Nagy e Pedro Faria. Não há chuva que meta medo.

No domingo seguinte com menos chuva lá apareceram mais alguns, Carlos Pereira, Rochinha, Tó, Locas, Mendes, PedroS, Joel e um amigo deste, o Carlos.

No sábado, na nossa reunião, o PedroS que tinha levado o vinho do Porto no fim-de-semana passado, disse que levava o Porto, o Carlos Pereira não se importava de levar , mas o Rochinha insistiu que levava ele, e assim ficou combinado. O Rochinha levava um Porto especial.

Com o bolo-rei já partido e oferecido pela Famidoce, enfiamos nos camelback e fomos fazer o percurso do Sílvio, com o Mendes a comandar as tropas. O Mendes foi encurtando o percurso vá-se lá saber porquê. Ao chegar a uma passagem de um ribeiro bem cheio o Mendes que já estava do outro lado a transpirar bastante pelo capacete vai orientando o Carlos Pereira para a parte mais funda, à espera que este se afogue. Mas como ele tem as pernas grandes só se molhou até ao joelho. Foi a vez do Tó tentar a sorte, a roda da bike entra no ribeiro fica submersa e… o Tó faz um mergulho de cabeça ficando praticamente só com as pernas à vista, só faltava dar umas braçadas. Depois todos tentaram passar para o outro lado. Só o Rochinha é que passou ao lado da bike. Tinha que salvaguardar o néctar precioso. Depois de todos passarem o Mendes admite que fez um mergulho igual ao do Tó mas ninguém viu, a transpiração que estava a sair do capacete era água do ribeiro. Foi um mergulho dos melhores que vimos.

Mais à frente encontramos um sítio abrigado para podermos comer o bolo-rei e beber o famoso vinho do Porto especial que o Rochinha tanto apregoou. Abrimos a garrafa, pusemos nos copos e aquele cheiro a vinagre e mofo vindo de dentro do copo!… ou da vacaria? ainda pensamos como estávamos perto de uma vacaria que o cheiro viesse daí, mas depois de provar agradecemos ao Rochinha pela garrafa de vinagre que se estragou. Valeu o PedroS que ainda tinha 33cl de vinho do Porto no camelback, do fim-de-semana passado.